Artigos

Profissionais falam de epidemia de lesões nas academias II

Publicado em outubro 21, 2008 | | Deixe um comentário

Alguns pontos devem ser esclarecidos, no meu ponto de vista, além dos já descritos na outra matéria com esse mesmo título, tão importantes quanto, pois além dos professores não estarem adequadamente treinados e capacitados para atuarem nas academias, mas não são todos, as pessoas que buscam nesses estabelecimentos um ambiente propício para prática desportiva também necessitam de esclarecimentos, pois muitos (a grande maioria) sequer perguntam a formação desses profissionais.

Além disso, agora me referindo ao Personal Training, muitas pessoas levam em consideração apenas o valor cobrado pela hora/aula, a formação do profissional, tempo de exercício da profissão, cursos realizados, locais onde trabalhou, ou seja, um breve curriculum de nada tem valor.

Será que um profissional experiente, com vários anos de prática pedagógica, em constante reciclagem, irá cobrar um valor pífio para seus serviços?

Que serviços serão esses ofertados por esse profissional? Você já se perguntou?

Tenho percebido também, uma valorização distorcida por parte das pessoas, não todas, com relação aos serviços de Personal Training, pois as mesmas freqüentam restaurantes caríssimos, viagens para o exterior, spa’s (nada contra), mas na hora de contratar um profissional para lhe acompanhar durante um mês (no mínimo) querem pagar valores completamente fora da realidade.

A conseqüência está aí, altos índices de lesões e outras seqüelas derivadas de uma prática mal orientada, mal conduzida tanto pelos profissionais encarregados na prescrição, como também pelos praticantes, pois se observa que muitos desses indivíduos que freqüentam as academias treinam por conta própria, ou seja, sem orientação dos profissionais ou então não observam as orientações, ignorando-as, fazendo o que bem entendem (mas não entendem nada na verdade).

É necessário uma mudança de atitude por parte de toda sociedade, que deve exigir profissionais capacitados e habilitados para atuarem nesses centros de treinamento, que deveriam ser centros de excelência em performance.

Principalmente nesses novos tempos, no qual o número de idosos está aumentando consideravelmente nesses estabelecimentos, que devem ter nos seus quadros de colaboradores profissionais especializados para atuarem diretamente com essa população, que possui cuidados especiais, por profissionais especiais.

Uma das alternativas é manter-se informado, lendo jornais, revistas, sites, assistindo programas de televisão, pois as informações estão acessíveis em toda parte mas é preciso estar atento para não entrar numa fria.

Prof. Jeferson Porto
WWW.JPPERSONAL.COM