Artigos

Padrão Nutricional e Alimentar dos Integrantes de Grupos da Melhor Idade

Publicado em outubro 20, 2008 | | Deixe um comentário

FONSECA, D.. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ, FORTALEZA – CE – BRASIL.

Este trabalho tem por objetivo delinear o padrão nutricional e alimentar de integrantes de grupos da melhor idade.

METODOLOGIA

Foram convidados os participantes de 05 grupos da Melhor Idade ( 03 grupos da cidade de Fortaleza, 01 da cidade de Itapipoca e 01 da cidade de Jijoca de Jericoacora ) de ambos os sexos, selecionados aleatoriamente. Realizou-se: Inquérito sócio-econômico, inquérito para avaliação das condições de saúde, estudo antropométrico através do Índice de Massa Corporal (IMC) e Relação Cintura/Quadril, anamnese alimentar. Foram coletadas a pressão arterial e a glicemia capilar em jejum apenas do clube de melhor idade da cidade de Jijoca de Jericoacoara. Para participar da segunda fase, foram submetidos ao teste mini-mental para se delinear a capacidade cognitiva para o auto-registro do inquérito alimentar recordatório de 24 horas. Foi realizado um inquérito para avaliação da saúde nutricional. No total foram 144 idosos pesquisados de ambos os sexos, 65 obtiveram escores para participar de 2º fase, apenas 34 concluíram a 2ª fase.

RESULTADOS

  • A maior faixa etária de participantes dos Clubes de Melhor Idade é de 60 a 79 anos, composta pelo sexo feminino, representando também uma expectativa de vida mais elevada do que o sexo masculino; em sua maioria têm o nível fundamental incompleto, acarretando algumas dificuldades no seu dia-a-dia;
  • Apesar de 81,9% ser de aposentados, 78,5% deste desenvolve atividades remuneradas, com renda salarial de aproximadamente 1-3 salários mínimos; apesar da baixa renda salarial, 78,3% residem em casa própria;
  • 59,7% fazer atividade física, com uma freqüência de 2 -3 vezes por semana;
  • 40,3% são sedentários, o que contribui para a baixa qualidade de vida, influenciando também no alto percentual de queixa com relação à saúde (56,8%), em 18% de participantes portadores de Hipertensão, 11,5% portadores de constipação e 10,6% portadores de osteoporose;
  • 69,4% dos participantes tomam medicamentos, 31% desde medicamentos são de anti-hipertensivos;
  • A fragilidade da saúde do idoso se expressa com 67,4% dos participantes sofreram cirurgias, destas 33% foram cirurgias ginecológicas/urológicas e 11,3% oftalmológicas;
  • 32,8% dos idosos só vão ao médico quando estão doentes, comprovando uma falta de atenção com a saúde, porém, este índice pode ter sido influenciado devido á 55,6% utilizarem a rede de saúde pública.

Foram identificados altas da glicemia capilar e alto risco cardíaco deixando evidentes a necessidade de mudanças no padrão alimentar e no estilo de vida deste grupo;

Quanto a avaliação antropométrica do IMC, o grupo estudado é classificado em sua média ponderal com eutrofia, sem problemas de excesso de peso ou magreza, apesar do grupo apresentar um baixo consumo alimentar de acordo com a pirâmide de alimentos.

  • O consumo elevado do grupo dos feijões e das carnes foi claramente influenciado pelo hábito alimentar diário do consumo de feijão na refeição do almoço. A alta incidência de Hipertensão e outras patologias relacionadas a alimentação refletem o elevado consumo de açúcar e gorduras.
  • O teste da saúde nutricional revelou que este grupos de idoso apesar de ter acesso aos alimentos e índice de massa corporal da faixa da normalidade, existem outros fatores que interferem na saúde, havendo a necessidade de mudar alguns hábitos, consultar um médico ou nutricionista, procurar o apoio e o convívio da família ou procurar ajuda junto a programas de assistência para terceira idade.

CONCLUSÃO

Diante do exposto, este estudo acrescenta a necessidade de educação e orientação nutricional para não só controle do peso e das patologias, mas também prevenção das doenças crônicas degenerativas hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares, da promoção da qualidade de vida e do envelhecimento com prazer através de uma alimentação e estilo de vida mais saudável.