Artigos

Idosos sarados usam partes do cérebro usadas pelos jovens

Publicado em novembro 25, 2015 | , , , , , | Deixe um comentário

Estudo feito pela Universidade de Tsukuba no Japão mostraram que os homens em melhores condições físicas tendem a usar mais o lado de seu cérebro mais frequentemente usado pelas pessoas mais jovens.

É amplamente divulgado que a nossa aptidão física se reflete em nossa aptidão mental, especialmente à medida que envelhecemos.

Idosos 4

Mas como estar fisicamente apto afeta nossos cérebros durante o processo de envelhecimento? Até agora, nenhum estudo havia conseguido mostrar uma ligação direta entre ativação cerebral e desempenhos físico e mental.

O Dr. Hideaki Soya, da Universidade de Tsukuba (Japão), acredita ter obtido agora essa comprovação.

Em um artigo publicado na revista científica NeuroImage, Soya e sua equipe apresentam uma conexão direta entre a atividade cerebral, o funcionamento do cérebro e a aptidão física em um grupo de homens idosos.

Eles descobriram que homens idosos fisicamente melhor preparados apresentam um melhor “desempenho mental” do que os homens fisicamente menos aptos porque usam partes de seus cérebros que são mais ativas em pessoas mais jovens.

Uso do cérebro na juventude e na velhice

À medida que envelhecemos, usamos partes diferentes do nosso cérebro em comparação com quando éramos mais jovens. Isto é muito característico no córtex pré-frontal, localizado na parte da frente do cérebro, logo atrás da testa. Ele tem papéis na função executiva, na memória, inteligência, linguagem e visão.

Quando jovens, utilizamos principalmente o lado esquerdo do nosso córtex pré-frontal para tarefas mentais que envolvem a memória de curto prazo, o entendimento do significado das palavras e a capacidade de reconhecer eventos, objetos ou pessoas.

Quando mais velhos, temos a tendência de usar as partes equivalentes do nosso córtex pré-frontal no lado direito do cérebro para essas mesmas tarefas.

Com tarefas que envolvam o armazenamento e a manipulação da memória, da memória de longo prazo e do controle inibitório, adultos jovens tendem a usar mais o lado direito do córtex pré-frontal, enquanto os adultos mais velhos envolvem tanto o lado direito quanto o esquerdo. Na verdade, conforme envelhecemos, tendemos a usar os dois lados do córtex pré-frontal durante as tarefas mentais, em vez de apenas um deles.

Lado mais jovem do cérebro

No novo estudo, 60 homens com idades entre 64 e 75 anos foram submetidos a um teste para avaliar sua condição física aeróbica – os resultados mostraram uma larga variação na aptidão física dentro do grupo.

Em seguida, eles realizaram testes para medir sua atenção seletiva, função executiva e tempo de reação.

Os resultados mostraram que os homens em melhores condições físicas tendem a usar mais o lado de seu cérebro mais frequentemente usado pelas pessoas mais jovens.

Direitos Autorais
www.educacaofisica.com.br
Matéria publicada no site Diário da Saúde