Artigos

CAMINHADA TRADICIONAL X CAMINHADA INTERVALADA

Publicado em abril 12, 2018 | Sem categoria | Deixe um comentário

Mais de ¼ da população brasileira realiza caminhada contínua como forma de atividade física. Quando se passa dos 50 anos de idade a caminhada é a atividade física mais realizada. Mais de 70% das pessoas com 55 anos ou mais realizam a caminhada.

Realizar uma elevada quantidade de passos por dia está relacionado á diminuição da prevalência da Obesidade. Vale ressaltar que esses dados foram coletados a partir de estudos observacionais, ou seja, não avaliam causa e efeito.

Quando realizamos a caminhada de forma errada, há uma série de ausência de benefícios.

Um estudo configurado como meta-análise concluiu que quando pessoas realizam Caminhada de modo contínuo por aproximadamente 24 semanas, com duração próxima de 40 minutos, com uma frequência semanal de 4 a 5 vezes, geram resultados trágicos. Basicamente, o grande e único benefício da prática da caminhada contínua é a redução do colesterol LDL.

A mesma meta-análise observou que a prática da caminhada nos mesmos moldes acima elencados NÃO produz nenhuma mudança estatisticamente relevante no colesterol HDL no colesterol total e na glicemia, com 6 meses de caminhada tradicional.

Outra observação importante dessa meta-análise relaciona-se com os parâmetros da composição corporal. Após 6 meses de caminhada a redução na massa corporal foi de 100 gramas, diminuição de aproximadamente 0,7% no percentual de gordura corporal.

Se fossem feitos pequenos ajustes na prescrição da caminhada poderiam ser alcançados resultados MUITO melhores.

5.000 passos são aproximadamente 25 minutos de caminhada.

 

CAMINHADA INTERVALADA

Comparando-se a Caminhada Tradicional Contínua (CTC) com a Caminhada Intervalada (CI), observou-se que após 16 semanas, enquanto a caminhada contínua praticamente não muda a aptidão aeróbica ou o VO2 das pessoas, a Caminhada Intervalada aumenta em mais de 1 MET. Esse achado demonstra uma redução de 13% na chance de mortalidade por doenças cardíacas. Reduz em aproximadamente 15% o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Percebe-se que são pequenos ajustes, mas cruciais para se obter resultados concretos para a saúde.

Outro estudo referente à massa corporal total, enquanto a caminhada contínua por 4 meses reduz cerca de 1% da massa corporal, a caminhada intervalada reduz próximo de 5%. Ou seja, a caminhada contínua reduziu 1 kg de massa corporal em 12 semanas e a caminha intervalada reduziu 4 kg de massa corporal.

Ao se avaliar o Tecido Adiposo Visceral, enquanto a caminhada contínua reduz cerca de 6%, a caminhada intervalada reduz perto de 10%. Em números, a caminhada contínua reduz perto de 100 ml de gordura visceral, outrossim, a caminhada intervalada reduziu 5 vezes mais a quantidade de tecido adiposo visceral.

Tecido adiposo visceral é altamente inflamatório, aumenta a resistência à insulina, incrementa as chances de o indivíduo desenvolver diabetes, aumenta a probabilidade de depósitos de placas de gorduras nas artérias.

Outro achado interessante diz respeito a Gordura Corporal Total, sendo que a caminhada intervalada gera uma redução próxima de 3 kg de gordura corporal em 12 semanas de treinamento, ao passo que a caminhada contínua reduz próximo de 100 gramas, nem se compara.

Fonte:
http://www.caminhadaintervalada.com.br